RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quinta-feira, 26 de março de 2015

EMPRESA ALEMÃ DIZ TER PAGO 1 MILHÃO DE EUROS EM PROPINA NA COPA.

Funcionários de uma subsidiária da Bilfinger no Brasil subornaram autoridades públicas em contratos para equipar centros de segurança em grandes cidades brasileiras.

A empresa alemã de engenharia Bilfinger divulgou nota, nesta quinta-feira 26, em que afirma ter descoberto, por meio de auditoria interna, que pagou pouco menos de 1 milhão de euros (aproximadamente 3,48 milhões de reais) para fazer serviços relacionados à segurança da Copa do Mundo no Brasil.
A propina teria ficado no Brasil, mas não foi informado qual o paradeiro do valor. Ainda segundo a empresa alemã, o resultado das investigações será repassado à Controladoria Geral da União (CGU). A Bilfinger já havia informado, no domingo 22, que a apurava a informação de que funcionários de uma subsidiária no Brasil teriam subornado autoridades públicas em contratos para equipar centros de segurança em grandes cidades brasileiras. Por conta disso, o Ministério da Justiça determinou a instauração de análise "imediata" de licitações envolvendo a subsidiária da empresa alemã no Brasil.
“No curso das investigações internas sobre possíveis violações de conformidade, a Bilfinger decidiu rever as atividades de empresas ativas no Brasil. Depois de olhar para todas as transações contábeis de anos anteriores, a informação atual indica que os pagamentos indevidos existiram no total de menos de 1 milhão de euros”, diz o comunicado.
Leia a nota na íntegra:
“No curso das investigações internas sobre possíveis violações de conformidade, a Bilfinger decidiu rever as atividades de empresas ativas no Brasil. Depois de olhar para todas as transações contábeis de anos anteriores, a informação atual indica que os pagamentos indevidos existiram no total de menos de 1 milhão de euros.
A Bilfinger informou à autoridade brasileira responsável - CGU (Controladoria-Geral da União). Após a conclusão de suas investigações internas, a Bilfinger irá fornecer os resultados à CGU e continuará a apoiar investigação sobre o incidente.
A investigação foi iniciada com base em conclusões internas de Bilfinger. Além de seus próprios peritos, a empresa contratou a auditoria Ernst & Young, bem como os auditores da Deloitte, além de um escritório de advocacia especializado no Brasil.”


GUERRA NA BASE DE DILMA ATRAPALHA NOMEAÇÃO DE HENRIQUE

O Palácio do Planalto deveria anunciar hoje (26) o ex-deputado Henrique Eduardo Alves para o Ministério do Turismo, mas a briga do PT com o PMDB ganhou contornos dramáticos.
Os peemedebistas estão enfurecidos com a recriação do PL sob o comando do ministro Gilberto Kassab (Cidades), presidente do PSD.
O governo tem dado demonstrações de empenho na criação da nova legenda para enfraquecer o PMDB, e isso deve piorar ainda mais a relação com o Congresso.
A sanção do projeto aprovado pelo Congresso que freia a criação de legendas, apenas no último dia possível, foi recebido como manobra do governo para favorecer o PL.
Hoje, Renan Calheiros (PMDB-AL), partiu para o ataque e acusou o governo Dilma Rousseff de “patrocinar” a criação do PL.
O senador alagoano disse que essa foi a “pior invenção” da articulação política em meses.
"Uma coisa é criar um partido na forma da lei. Outra coisa é criar um partido sob o Ministério das Cidades e da Educação. Isso distorce o quatro partidário. Como pode o governo patrocinar uma coisa que objetiva diminuir o tamanho do aliado? Isso depois de uma lei clara proibindo a fusão e aprovada pelo Congresso? Essa, do ponto de vista político, é insuperável. Isso é um péssimo exemplo da reforma política que vamos ter", disse Renan em entrevista na manhã de hoje.
Numa guerra dessa não há clima para nomeações.
Henrique me disse hoje que o céu de Brasília está carregado de nuvens. Ele tem trabalhado para dissipá-las.
Sugeri a Henrique que rezasse para São Jorge, o santo guerreiro.
O ex-deputado me respondeu: Viva, São Jorge!

Fonte: http://www.nominuto.com/

PRÓXIMA REUNIÃO DOS GOVERNADORES DO NORDESTE SERÁ EM NATAL.

A próxima reunião dos Governadores dos Estados do Nordeste deve acontecer em Natal, com data prevista para o dia 8 de maio. Os Governadores nordestinos se reuniram em Brasília nesta quarta-feira, 25, antes da audiência com a presidenta da República, Dilma Rousseff para elaborar um documento com reivindicações ao Governo Federal. Os governadores nordestinos solicitaram a Dilma Rousseff a definição de uma nova fonte de financiamento e crédito, a continuidade dos investimentos federais, apoio à rede pública de saúde, combate à estiagem, a aprovação pelo Senado das regras para o comércio eletrônico e a inclusão do Nordeste como laboratório para o Sistema Único de Segurança Pública. A reunião teve a participação dos nove governadores que declararam apoio às medidas de ajuste fiscal propostas pelo Executivo federal e a necessidade de discussão, inclusive com a participação das bancadas no Legislativo, para dirimir dúvidas e questionamentos. Também comunicaram à Presidenta que a mudança do indexador das dívidas dos Estados e municípios, como está previsto no projeto de Lei que tramita no Congresso Nacional, é interessante apenas para os Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, por que o período de contratação das dívidas do Nordeste não é beneficiado com a proposta. O Governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, ressaltou que “o apoio do Governo Federal é de fundamental importância aos Estados nordestinos que precisam dar continuidade aos projetos em curso, receber novos investimentos para reduzir as desigualdades e compensar as perdas de receita do FPM”.

Fonte: http://www.rn.gov.br/
Foto: Roberto Stucker Filho/PR

PF APREENDE DOCUMENTOS DE EMPRESÁRIOS DA INDÚSTRIA SALINEIRA DE MOSSORÓ.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (26/3), em Mossoró, Região Oeste do Estado, a “Operação Salt II”, visando reprimir uma suposta organização voltada à prática de crimes tributários e lavagem de dinheiro.
A operação de hoje, cumpriu quatro mandados de buscas e apreensão nas sedes de três empresas e na residência de um empresário mossoroense Edvaldo Fagundes, que vinha se utilizando de meios fraudulentos para importar máquinas industriais dos Emirados Árabes e declarar à Receita Federal, um valor subfaturado, resultando em um menor pagamento de tributos.
Além da sonegação, a conduta criminosa dos envolvidos, revelou ainda, a prática de lavagem de dinheiro devido a origem ilícita dos recursos utilizados para a compra do maquinário.
A PF utilizou cerca de 15 policiais na operação e contou ainda com o auxílio de Auditores da Receita Federal do Brasil.


IDOSO SOFRE EM UPA.

Esse senhor de 83 anos foi brutalmente machucado por uma enfermeira da UPA do Belo Horizonte. A filha foi falar com a assistente social e esta disse que não poderia fazer nada por ela. O idoso saiu todo sujo de sangue. Só Jesus que pode nos ajudar por que as autoridades não se importam com as pessoas pobres. 
Que Deus tenha compaixão de nós!


RAPIDINHAS DO RNPOLITICA...

Suspeita de falsificação de documento público.
O vereador que nada sabe e tudo diz.
Prefeito em Brasília busca melhorias para município.
Dois dias para o 10º SEMINÁRIO LEGISLATIVO em Tibau.
Sucessão municipal de Rafael Fernandes terá surpresas.

Tudo isso e uma cápsula de calmante a cada 5 cinco...
Ainda tens tempo de comprar o Lexotan de 10.000 miligramas... corra. Enquanto é só as rapidinhas. Quando for outro órgão, precisarás de um F1...


MINISTRO DA COMUNICAÇÃO SOCIAL PEDE DEMISSÃO.


Thomas Traumann entregou pedido à presidente Dilma, que aceitou.
Nota divulgada pela Presidência não informa o motivo nem o substituto.


A Secretaria de Imprensa da Presidência da República informou nesta quarta-feira (25) que o ministro Thomas Traumann (Comunicação Social) entregou pedido de demissão à presidente Dilma Rousseff, que aceitou.
Nota divulgada pelo Palácio do Planalto não informa o motivo nem diz quem assumirá a pasta (leia a íntegra ao final desta reportagem).
Traumann é o terceiro ministro a deixar o cargo no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff. Além dele, saíram Cid Gomes (Educação), substituído interinamente por Luiz Cláudio Costa; e Marcelo Néri (Secretaria de Assuntos Estratégicos), substituído por Roberto Mangabeira Unger.
Conforme a Secretaria de Imprensa, o atual secretário-executivo da Secom, Roberto Messias, assumirá o comando da pasta de forma interina, até que Dilma nomeie um sucessor.
Minutos após a Presidência confirmar a saída de Traumann, o ex-ministro usou sua conta no microblog Twitter para postar trechos da música “Novos Rumos”, do compositor Paulinho da Viola.

AQUI VOCÊ LER A MATÉRIA NA ÍNTEGRA.

Fonte: Filipe Matoso/http://g1.globo.com/

GESTORES SERÃO RESPONSABILIZADOS POR PAGAMENTOS A SERVIDORES QUE ACUMULAM CARGOS.

Dos 110 processos inseridos na pauta de julgamento da 2ª Câmara do Tribunal de Justiça, durante a sessão ordinária desta terça-feira(24), três trataram de acumulação ilegal de cargos nas prefeituras de Araçagi e Juripiranga, e na Fundação Espaço Cultural.
Em todas as decisões os conselheiros decidiram conceder prazos aos gestores para a regularização, multas no valor de R$ 5.000,00 e responsabilização com reflexos na prestação de contas. Foram relatores dos processos, os conselheiros Nominando Diniz e Antônio Cláudio Silva Santos (substituto).
A acumulação ilegal de cargos, empregos ou funções no âmbito das administrações públicas é uma prática que tem sido combatida pelo Tribunal de Contas do Estado. O órgão fracionário apreciou inspeções especiais e constatou que várias prefeituras e instituições insistem em descumprir as determinações da Corte, no tocante à regularização dos atos.

Fonte: http://marcosdantas.com/

ATRITADO COM DILMA E PT, O PMDB FARÁ CONGRESSO PARTIDÁRIO NO MÊS DE AGOSTO.

Às voltas com a pior fase do seu relacionamento com Dilma Rousseff e com o PT, o PMDB organiza um Congresso partidário. Reunirá em Brasília, provavelmente no mês de agosto, dirigentes e militantes do país inteiro. O pretexto inicial era a necessidade de debater a proposta de reforma política elaborada pelo partido. Mas a conjuntura conspira a favor da ampliação da pauta. “O partido está em ebulição, querendo um canal para se expressar”, diz Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Lula e ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal na primeira gestão de Dilma Rousseff.
“Um Congresso como esse serve para dar voz a quem faz o partido funcionar lá na ponta”, prosseguiu Geddel. “Converso com muita gente. E a impressão geral é de perplexidade com a falta de rumo do governo. As pessoas vão trazer para o encontro as impressões que recolhem nas ruas. Você pode imaginar no que vai dar. Estamos sem chefe de Estado. A presidente da República não consegue exercer suas prerrogativas constitucionais. Demora uma eternidade até para indicar um ministro do STF e os dirigentes de agências reguladoras. A inoperância já afeta o funcionamento do Estado.''
O encontro do PMDB ocorrerá nas pegadas de um Congresso do PT, programado para junho. Sócios majoritários do empreendimento governista, os dois partidos vivem às turras. Em privado, dirigentes do PT se queixam das “armadilhas” colocadas no caminho do governo pelos peemedebistas Eduardo Cunha e Renan Calheiros, presidentes da Câmara e do Senado. Sobretudo depois que o STF abriu inquérito contra ambos, para apurar se estão envolvidos no escândalo da Petrobras.
Amigo do vice-presidente Michel Temer e interlocutor frequente de Cunha e Renan, Geddel atribui a Dilma a deterioração do relacionamento. Ele mencionou dois episódios que acabam de desaguar em crises.
Um deles envolve a logomarca PL, partido que o ministro Gilberto Kassab (Cidades) tenta recriar, para atrair quadros do PMDB e de outras legendas. Aprovou-se no Congresso uma lei anti-Kassab, com regras que inibem a criação e a fusão de partidos. Mas Dilma demorou a sancionar a peça. Com isso, deu tempo para que os operadores de Kassab protocolassem no TSE o pedido de recriação do PL.
“Isso é muito grave”, queixou-se Geddel. “É quebra de confiança. Depois reclamam desse sentimento de aversão que cresce dentro do PMDB. Estão todos muito irritados”, acrescentou, ecoando o próprio Eduardo Cunha, que dissera mais cedo: “Com certeza absoluta isso [a recriação do PL] é um projeto de enfraquecimento do PMDB. Vamos combater de todas as formas, na Justiça, na política, de todas as maneiras''.
O outro episódio citado por Geddel refere-se à tentativa do governo de levar ao freezer a regulamentação da lei que trocou o indexador das dívidas dos Estados e municípios. A mudança de índice fora aprovada no ano eleitoral de 2014, sob aplausos de Dilma, que sancionou a novidade em novembro. Súbito, na virada de um mandato para o outro, o governo passou a se fingir de morto, empurrando com a barriga a implementação da regra que favorece governadores e prefeitos.
“Isso é um passa-moleque sem precedentes”, ralhou Geddel. “Se a presidente achava que não poderia cumprir os compromissos que assumiu tinha que explicar suas razões às claras. Não dá para fazer esse jogo de empurrar com a barriga. Isso representa o que eu chamo de molecagem. A presidente promove um amolecamento das relações políticas. O que leva o PMDB a ficar cada vez mais divergente.”


JUSTIÇA REJEITA AÇÃO CONTRA EX-MINISTRO JOAQUIM BARBOSA.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região rejeitou ontem (25) abertura de ação popular contra o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa. A ação foi impetrada por dois advogados. Eles pediram que a Justiça determinasse que Barbosa pagasse indenização à União por registrar sua empresa em Miami, nos Estados Unidos, com endereço do apartamento funcional do Supremo em Brasília. O caso veio à tona em 2013.
Por unanimidade, os desembargadores da Quinta Turma entenderam que não há provas de que Barbosa provocou lesão ao patrimônio público. Além disso, o relator da ação, desembargador Souza Prudente, explicou que a impressão da página do governo da Flórida na internet, na qual o endereço do ex-ministro aparece, não tem valor jurídico.


terça-feira, 24 de março de 2015

MARTINS: CÂMARA DE QUATRO.

Na última sexta-feira, os vereadores oposicionistas foram pegos de surpresa, com a não presença dos parlamentares do bloco situacionista. Todos os quatro divergentes ao atual governo, disseram que não haviam sido comunicados da não realização da sessão. De pronto, o vice-presidente, Francisco de Assis Teixeira Júnior, "Júnior de Alice", tomou posse da cadeira maior e abriu os trabalhos, fechando-os em seguida, apenas e somente como manda o regimento. Júnior disse que faltou comunicação por parte do presidente do legislativo,
Fulgêncio Teixeira, em notificar seus pares, que viajaria. Já Francisco Avelino de Carvalho, "Cabecinha", disse que os vereadores têm o dever sacro de trabalhar pelo povo e que as sessões não poderiam ser simplesmente cancelada. Os vereadores Antônio Erasmo Miranda e Severino Sobrinho Paiva, "Bibiu", disseram não entender o descaso em os demais edis se ausentarem e não deixar os outros componentes da câmara sem a notificação necessário. "A presidência dessa Casa tem o dever se nos comunicar. Chegar aqui e não ter a sessão, onde decidimos os rumos da administração de Martins, é no mínimo uma grande falta de respeito, finalizou Bibiu.
A secretaria da câmara, justificou a falta dos edis da situação, como sendo uma viagem para um encontro de prefeitos e vereadores, com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, em Natal.

segunda-feira, 23 de março de 2015

MARTINS: SÓ VEREADORES DA OPOSIÇÃO NA SESSÃO DA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA.


CORTE ESPECIAL E CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO TÊM NOVA COMPOSIÇÃO.

A composição da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi alterada. Com a aposentadoria do ministro Ari Pargendler, passa a integrar o colegiado o ministro Benedito Gonçalves. Em agosto, em razão da aposentadoria do ministro Sidnei Beneti, assumiu vaga na Corte o ministro Mauro Campbell Marques.
A Corte Especial é o órgão julgador máximo do STJ. Ela é composta pelos 15 ministros mais antigos do tribunal e é responsável, entre outros processos, pelo exame de homologação de sentenças estrangeiras; de recursos internos em pedidos de suspensão de segurança, de liminar e de sentença; das ações criminais de competência originária e de casos em que haja divergência entre órgãos do tribunal.

Com as alterações, a Corte Especial passa a ter a seguinte composição:

Ministro Francisco Falcão (presidente)
Ministra Laurita Vaz (vice-presidente)
Ministro Felix Fischer
Ministro Gilson Dipp
Ministra Nancy Andrighi
Ministro João Otávio de Noronha
Ministro Humberto Martins
Ministra Maria Thereza de Assis Moura
Ministro Herman Benjamin
Ministro Napoleão Nunes Maia Filho
Ministro Jorge Mussi
Ministro Og Fernandes
Ministro Luis Felipe Salomão
Ministro Mauro Campbell Marques
Ministro Benedito Gonçalves

A saída de Pargendler também alterou a composição do Conselho de Administração do STJ. Composto pelos 11 ministros mais antigos, o conselho é responsável por deliberações sobre a organização dos serviços administrativos do STJ e conta agora com a participação do ministro Jorge Mussi.


PATU: REFORMA DA ESCOLA FRANCISCO FRANCELINO DE MOURA SEGUE A TODO VAPOR.

As obras de recuperação da estrutura física da Escola Municipal Francisco Francelino de Moura seguem em ritmo acelerado.
Ao todo serão beneficiados mais de 600 alunos, desde estudantes da Pré-escola até alunos do Ensino de Jovens e Adultos- EJA.
É importante lembrar que estão sendo investidos mais de R$ 300 mil em recursos próprios do município.

Fonte: http://www.blogdocampelo.com/
Foto: Cristiano Júnior

COMENTÁRIO DE BRUNO CAMPELO NO FACEBOOK:
Sem dúvida uma reforma que vai engrandecer ainda mais esta instituição de ensino que tem história em Patu.
Quem não lembra os tempos áureos do Ginásio Municipal de Patu?
Fui professor nesta instituição de ensino por mais de dois anos e vi de perto a dedicação e o compromisso de todos que ali desenvolvem trabalhos importantes.
Parabéns a todos que já passaram e aos que ainda hoje fazem história nesta escola cheia de tradições e orgulhos.
Nada mais justo que o Municipal ganhe uma nova roupagem, com novos equipamentos e consequentemente com novos ares, dando mais gás aos profissionais da educação e despertando maior interesse de toda a comunidade estudantil.
É preciso que se lembre também do papel da gestão municipal frente a esta ampla e necessária reforma. A prefeita Evilásia Gildenia Oliveira que sempre se mostrou preocupada com a situação em que à estrutura física da instituição se encontrava, e também do empenho e força de vontade do secretário Rivelino Câmara, que por diversas vezes me disse do enorme desejo e preocupação em fazer o possível para tornar realidade o que hoje está sendo realizado, tudo isso aliado ao compromisso das diretoras Luciene Batista e Marilene Cortez que juntamente com toda a sua equipe, sempre se dedicaram em manter viva a chama da esperança de dias melhores, e hoje eles estão aí. ... Em breve teremos uma escola novinha e pronta para receber os alunos das zonas urbana e rural de Patu.
Fico feliz em fazer de certa forma, parte desta equipe administrativa que vem mostrando serviço e melhorando de fato a vida da nossa gente.
Vamos pra frente que pra trás não dá mais!

domingo, 22 de março de 2015

84% DOS BRASILEIROS E 74% DOS ELEITORES DE DILMA ACHAM QUE ELA SABIA DO PETROLÃO, MOSTRA PESQUISA.

Entre os ouvidos pelo Datafolha, 61% acreditam que Dilma tinha conhecimento da corrupção na estatal e “deixou” os crimes acontecerem.

Eleitores de Dilma ou de Aécio, não importa: a grande maioria dos brasileiros acha que a presidente sabia do gigantesco esquema de corrupção que acontecia dentro da Petrobras. É o que mostra pesquisa realizada pelo instituto Datafolha e publicada no jornal Folha de S.Paulo neste domingo. De cada dez brasileiros, oito (84%) acreditam que a presidente Dilma Rousseff tinha conhecimento da corrupção que acontecia na maior empresa estatal do país.
Os dados mostram ainda que a maioria dos entrevistados (61%) acredita que Dilma não apenas tinha conhecimento da corrupção como "deixou" que os crimes ocorressem na Petrobras. Outros 23% dizem que, apesar de saber, Dilma "não poderia fazer nada" para impedir.
Entre os eleitores que declararam voto na petista no segundo turno das eleições presidenciais, em outubro do ano passado, 74% acham que ela sabia do esquema - outros 19% acreditam que ela não tinha conhecimento e 8% não souberam responder.
Já para os entrevistados que declararam voto no tucano Aécio Neves, 94% têm convicção de que Dilma sabia do petrolão; 3% acham que ela não sabia; outros 3% não souberam responder à pergunta. Os resultados são parecidos entre os entrevistados de todas as divisões socioeconômica, faixas etárias e preferências partidárias.
A pesquisa também perguntou se os brasileiros acreditam que o esquema revelado pela Operação Lava Jato, deflagrado pela Polícia Federal, vai prejudicar a Petrobras. A maioria, 51%, acredita que a empresa será prejudicada "por muito tempo", e isso "coloca o futuro da empresa em risco". Os que acreditam, em menor ou maior grau, que a petroleira foi prejudicada pelo escândalo somam 88%. Apenas 6% acreditam que a Petrobras não será prejudicada pelo esquema de corrupção; 7% não souberam ou não opinaram sobre a pergunta.
A pesquisa foi realizada com 2.842 entrevistas em 172 municípios, entre os dias 16 e 17 de março. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.

Fonte: http://veja.abril.com.br/